Magal continua prefeito até o final do seu mandato decide a justiça

Enquanto isso em Caldas Novas a decisão do Ministro Jorge Mussi, foi publicada pelo Tribunal Superior Eleitoral [TSE] na tarde desta terça-feira [19]. Na decisão monocrática , o relator julgou improcedente o pedido do Ministério Público Eleitoral [MPE] e absolveu o prefeito Evandro Magal [PP] bem como seu vice-prefeito, Dr. Fernando Resende [PPS], indicando ainda, que seja promovida a ‘reforma no acordão’ do Tribunal Regional Eleitoral [TRE] que cassou os referidos mandatos. Os dois se mantinham nas funções por força de liminar, desde de janeiro deste ano.

Para o Ministro Jorge Mussi, ‘toda evidência, as 32 edições do periódico citadas, não são suficientes para demonstrar excesso punível na esfera eleitoral, merecendo reforma o acórdão regional’.

Com isso, Magal se mantém no cargo, contrariando a solicitação do Ministério Público Eleitoral, que havia solicitado ao órgão superior, a cassação imediata, o afastamento dos réus e novas eleições em Caldas Novas, em conformidade com a decisão do tribunal regional.

Com informações de Agência Press

Compartilhe com seus amigos:
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Related posts

Leave a Comment

Não sou um robô *